"Creio que uma forma de felicidade é a leitura!"

Resenha: O Fantasma do Padre

Resenha: O Fantasma do Padre
Autor: Erivelto de Sousa
Editora: Autografia
Páginas: 334
Cortesia cedida pela editora
Resenha postada pela colaboradora Fernanda Cristine.


Sinopse: O Romance tem início na virada do século XVII para XIX. A trama acontece no Brasil em um mundo fictício, localizado em uma microrregião do Nordeste, no Sul do Ceará, distante pouco mais de 100 quilômetros da Capital, Fortaleza. O país do inicio do romance vive um clima de governos oligarcas e coronelista. O desenvolvimento é incipiente. Milhares de migrantes chegam ao País recém- republicano após a escravatura, evento do final do século XVII. A agricultura vive do café no Sudeste. O Nordeste brasileiro vive da cana de açúcar, do algodão e dos rebanhos bovinos. O norte vive do extrativismo, principalmente a borracha. O romance se desenrola em três períodos e envolve três gerações. O final está contextualizado com a atualidade. Trata-se de uma obra ficcional, localizada na misteriosa e remota Serra do medo, o sovaco de uma pequena cordilheira mato entranhado, verde e denso nas estações chuvosas e seco e espinhento quando a estiagem se sobrepõe, o que é muito comum na região. O início registra a chegada de imigrantes estrangeiros ao Brasil. Segue-se a saga da família Marquez. Zezito Marquez consegue chegar a Serra do Medo, no Ceará, e se casa com Mundica, que gera cinco filhos, entre eles Dalton Marquez. Já em Pernambuco, a família Nassu, que tinha como tronco os conquistadores holandeses, cria raízes. O início se dá através de um padre, que tem um romance com uma italiana, com quem tem dois filhos. Um deles vai para a Serra do Medo com um filho pequeno, depois da morte da mulher na peste da varíola que assolou o Rio de Janeiro. O personagem gera dois filhos com uma empregada da fazenda e não reconhece nenhum dos dois . O primeiro é tirado da mãe e é criado pela irmã do personagem . Vira padre e vai conduzir a freguesia de Serra do Medo. O personagem  que domina Serra do Medo envelhece só, possuído pelo orgulho e roído pelo remorso e solidão. Termina seus dias na tentativa de reparar os enormes erros do seu passado, com a ajuda de um filho de Serra do medo, que se envolve com a história que ouvira sua mãe falar. Leia, vale a pena.

O livro O Fantasma do Padre é uma história sofrida, onde os personagens pobres fazem de tudo para sobreviver em meio a necessidades,  principalmente a seca. Temos pessoas que se mudam para uma cidade grande, para ter água e comida, e outras que fazem o que podem naquela região, em profissões humildes. E como não poderia deixar de ser algumas se rendem a prostituição.
A história do padre, contada na sinopse, é explorada a partir da metade do livro, aproximadamente, onde Dalton volta para a Serra do medo, já adulto , e questiona suas raízes e lembranças á  mulher que foi a parteira da região, uma senhora já idosa. A história é tabu, mas aos poucos ele vai descobrindo tudo, em meio a visitas regadas a xícaras de café.

Temos também o lado que conhecemos no hospital, qual o padre está desmemoriado, e Dalton, tem a oportunidade de visitá-lo, quando sua mãe também está no mesmo estabelecimento. Será que é a possível se redimir e ter a oportunidade de morrer em paz?

Como eu disse, O Fantasma do Padre é uma história sofrida,não é bonita, mas certamente fez ( e ainda faz) parte da nossa história brasileira. Nós, moradores do Sul do país, não temos ideia do que é conviver com a seca, não ter água para seu sustento e para os animais, que morrem de fome e sede, pois graças a Deus temos fartura, mas o livro nos faz ver um lado de nosso país que não conhecemos, um lado triste e duro, mais muito real.

Portanto se você gostou da temática e quer conhecer mais sobre o passado, mesmo que ficcional, dos moradores do ceará , da criada Serra do medo, cidade onde a superstição é extremamente forte, bem como as fofocas, a leitura pode te agradar.






Resenha : A Madona e a Vênus

Resenha: A Madona e a Vênus.
Autora: Catarina Muniz
Editora : Universo dos Livros
Páginas: 304
Cortesia cedida pela editora.


Sinopse- " 1481, Florença, Itália. A cidade mais fremente do mundo, berço dos maiores pintores, arquitetos e escultores de toda a História, é o cennário de um intrincado triângulo amoroso entre a camponesa Francesa Di Boscoli, a duquesa de Milão, Alessia Sforza , e o aspirante a pintor Vincezo Mantovani.
Francesa busca apenas paz em sua vida, já tão carregada de cicatrizes. Vicenzo espera ser reconhecido como um dos maiores artistas de seu tempo. E Alessia, a bela mecenas busca impor sua vontade, custe o que custar! O Renascimento cultural italiano é o pano de fundo deste romance que promete trazer ao leitor fortes emoções. Benvenuti!"

Quando o famoso quadro A Madona e a Vênus marco da passagem entre a idade Média e o período de hoje conhecido como Renascimento chega ao museu de Arte e História de São Paulo, as especulações sobre sua origem são constantes. E é observando suas cores e traços que somos transportados ao passado na cidade de San Gimignano no ano de 1481 onde as paredes e paisagens inspiravam arte e poesia. E é nesse cenário que conhecemos Francesca uma jovem de origem humilde que vem sonhando com seu matrimônio.. Cada dia mais apaixonada por Giane seu noivo, ela conta os dias para enfim poderem viverem felizes para sempre. Afim de proteger sua honra, seus irmãos e pais lhe vigiam de perto, até que o grande dia chegasse.
Porém a saudade é imensa e é após burlarem as regras e serem flagrados juntos sua vida muda drasticamente. Ela é brutalmente espancada pelo pai e expulsa de casa, tenta recorrer ao noivo que lhe culpa totalmente pelo ato dizendo que não praticou o mesmo, tudo por medo de ser deserdado pelos pais.
Sem chão ela parte para longe tendo como foco salvar sua vida, e é ao chegar em Florença que sua vida torna-se ainda mais amarga.
Trabalhando em troca de sobras e moradia, a bela Francesca vai tendo sua beleza sucada, pois a tristeza e a fome levam consigo cada parcela dela. Mais é enquanto serve uma das mesas da taberna que conhece Vincezo. Um artista em ascensão que vê na jovem um corpo a qual deseja imortalizar através da pintura, ela escandaliza-se com a proposta de cara, mais com o passar dos dias acaba vendo no charmoso pintor a única saída para sua visa, mesmo que para isso precise conviver com ele, um homem lindo e sedutor que consegue abalar todas as suas crenças.
E é entre pequenas pinceladas que nossa trama se desenvolve trazendo em seu enredo um conflito de interesses que mostra ao leitor que mesmo pintando com as tintas mais escuras, podemos criar lindas obras de arte.
Venha se deliciar com as cores e traços dessa leitura, sofrendo , aprendendo e se reinventando jundo a personagem e sendo envolto a um misto de sentimentos a cada pagina lida.

Adquira seu exemplar aqui!

 ⠀