"Creio que uma forma de felicidade é a leitura!"

Resenha: O Achado: O Perigo Mora ao Lado.

Resenha: O Achado  O Perigo Mora ao Lado
Autor: Hilton de Oliveira Rego & Fernando Augusto de Luna Rego
Editora: Autografia
Resenha elaborada pela colaboradora Fernanda Cristine.
Adquira seu exemplar aqui.


Sinopse: Um advogado estabelecido no Rio de Janeiro, contratado por um empresário de Manaus para fazer uma ação judicial de reintegração de posse em Coari no Amazonas, encontra um grande valor em dólares no hotel em que se hospedava (pertencente a uma quadrilha de traficantes colombianos fugida às pressas do local, com medo de ser presa pela Polícia Federal). Com a dificuldade de transportar o dinheiro encontrado, teve de usar astúcia ao voltar para o Rio, passando as cédulas embaladas e camufladas escondidas para driblar a fiscalização aduaneira no aeroporto de Manaus, executando um trabalho de inteligência. O que pode acontecer ao dr. Álvaro Prado Serpa durante sua volta ao Rio de Janeiro? Desfrute desta ficção com final surpreendente.

O livro de Hilton e Fernando não é muito volumoso, e a história é bastante envolvente. Então, por precisar aguardar algumas horas entre um compromisso e outro, me dediquei à leitura e mal percebi quando cheguei praticamente à metade da história.

Ela se passa em algumas cidades. Primeiro no Amazonas, em Manaus e em Coari, e depois no Rio de Janeiro, na capital, onde residem os advogados Álvaro e Alfredo, pai e filho. Ambos foram contratados para um processo de reintegração de posse no Estado do Amazonas, e após acertarem os detalhes, partiram rumo à capital manauara.

Só que eles não contavam encontrar um montante bastante considerável de dinheiro, em dólar, escondido no quarto do hotel onde ficaram hospedados. Deste momento em diante, começa uma corrida contra os bandidos colombianos, para despistá-los e também para levar o dinheiro consigo ao Rio de Janeiro. Nessa, não somente pai e filho correm risco de vida, mas também pessoas de Coari que resolveram ajudá-los.

Chegando ao Rio, aparentemente os advogados terão paz. Contudo, não é assim que acontece. A vida deles continua com percalços e riscos, e teremos muitas aventuras.

Confesso que achei coincidências demais, porém mesmo assim o livro é ótimo. Outra coisa que me incomodou foi o excesso de informações, por exemplo, o tempo todo eles ficavam dizendo que dia da semana, do mês e do ano era, e também detalhes dos lugares que visitaram, o que fizeram, o que comeram, e nomes de ruas e estabelecimentos. Longe de ser um livro ruim, mas são detalhes que me incomodaram um pouco.

Tirando as duas situações e um pequeno desvio de foco da história principal, recomendo o livro de Hilton e Fernando para quem gosta de uma leitura leve, mas repleta de aventuras. Terão pai e filho (e seus amigos) um final feliz? Leia para saber.

Resenha : Km 63

Resenha: Km 63
Autora: Mara Rúbia.
Editora: Autografia.
Resenha elaborada pela colaboradora Fernanda Cristine.


Sinopse- Um dialogo solitário entre, autor e leitor. Seis personagens que transmitem em dois tempos históricos diferentes, expondo questões que envolvem temas polêmicos, como aborto, política e educação. Um livro escrito por alguém que sente a vida. Que é de dor, mas , que também faz sorrir, pois é também a mais pura poesia. Transmita muito bem em trilhas do tempo, entre dramas e medos humanos, e ao final da a autora e ao leitor uma espécie de acalanto, um suspiro de redenção.

O livro de Mara Rúbia é fininho, composto por diversas crônicas leves, mas profundas. É daqueles que você consegue ler em uma tarde chuvosa de domingo, por exemplo (risos). São crônicas exibidas como se os autores delas (seis) estivessem dialogando com o leitor, contando passagens de suas vidas, desabafos variados, sobre diversos temas.
A maioria dos textos é composta por estudantes da faculdade ou então professores da mesma instituição. Os assuntos são vários, mas temas recorrentes são filhos, família, política e acontecimentos da história (como a Guerra da Bósnia e a queda do Muro de Berlim). Os personagens são bastante reflexivos, por vezes melancólicos, mas sempre com o intuito de desabafar o que acontece em seu dia a dia, na vida do brasileiro, que está longe de ser fácil.

Há também temas como aborto, arrependimento, a rotina de moradores do Ceará, suas dores e esperanças. Sim, Km 63 traz esperança nas crônicas finais de Mara Rúbia, onde ela deu voz a seis personagens, trazendo liberdade, redenção e sentimentos de acalanto a quem as leu.
Não conhecia a autora, a obra e nem a editora, mas recomendo a leitura especialmente para você que gosta de ler sobre os temas que citei, e aprecia crônicas que começam e terminam em poucas páginas.

" Todo mundo finge que não conhece nada  e eu penso que falar sobre isso e ajudar mulheres, jovens como eu,os mais velhas, ricas ou pobres,seja lá de quais lugares deste país forem é uma obrigação.Minha amiga I. vai dizer  :"Oh, mulher , com tanta miséria por ai,com tanto menino nascido e novinha aí pra cuidar você quer mesmo que esse tema seja prioridade? Troque seu cachorro por uma criança pobre e deixe de drama que você não sabe nada de verdade dessa vida."

Adquira seu exemplar aqui!